domingo, 24 de maio de 2015

Querido Ex...

São quase sete da manhã e eu ainda não consigo dormir. Meu Deus, o que eu fiz pra relembrar tantos momentos que eu ainda não sei se valeram a pena?! Fui olhar o meu instagram... na esperança de falar pra mim mesma que você estava comigo quando dizia estar. Os números foram alarmantes. Dos 736 momentos registrados de uma vida, você foi capaz de curtir junto comigo apenas 22. Que pena, você perdeu 714 dias/momentos incríveis.
Nessas noites de insônia eu tenho visto o quanto estava sozinha, mesmo estando com você. E eu agradeço de coração por ter me deixado sozinha nesses momentos. Acho que se não fosse assim eu não aprenderia a ser forte. Muito obrigada por me ensinar que eu ainda não sei amar.
Obrigada também por cada vez que eu escutei de você um "eu te amo". Foi dessa forma que eu aprendi que as pessoas dizem exatamente aquilo que outras pessoas querem ouvir pra conseguirem o que desejam. Pessoas como você, vamos deixar isso bem claro.
Aprendi que meu fígado ainda anda de boas. Aprendi a chorar com todo o meu coração ouvindo músicas deprimentes pra não precisar ir na sua casa te bater até a raiva passar. Aprendi a cuidar de mim. Aprendi a amar a pessoa mais importante da minha vida. Eu.
Aprendi que amizade pode acontecer em qualquer lugar e em qualquer circunstância. Entendi o porque de você amar tanto o seu melhor amigo. Ele realmente é uma pessoa incrível! É uma pena você não ter ele mais por perto.

Entendi que, pelo menos, você tem bom gosto. E consegui entender também o porque você é tão vazio... pessoas cheias de si são vazias de todo o resto.
Hoje, passados exatamente um mês desde que Deus me deu a chance de um livramento, eu acho que estou pronta pra poder dizer isso tudo. E, por mais que você tenha sido um grandessíssimo filho duma puta, eu só te agradeço.
Por me devolver a vida, pelo amor próprio construído, pelos amigos, pelas novas oportunidades, por cada silêncio, por cada sentimento fingido, pelos dias de cão, pela frase feita, "por esculhambar meu coração antiquado e careta", por me trair, por me dar inspiração, pelo exemplo do que não ser, pelo dia divertido com polícia, pelos origamis aprendidos, pelo dinheiro gasto (sim, eu vou falar que era eu que pagava tudo, não to mentindo!)...
Enfim, obrigada por ter ido embora! As lembranças ficam, infelizmente. Mas, isso não quer dizer que eu quero que volte.
Seja bem feliz! Gente feliz não enche o saco!
Go fuck yourself!

Um comentário: