terça-feira, 28 de julho de 2015

Idas e vindas da vida

Descobri que não sou intensa como as pessoas falam. Eu tenho muito medo de me machucar. Eu não consigo conviver com coisas que julgo errado. Eu não sei mais onde estou diante da minha realidade. Tem tanta coisa fora do lugar. 
Ainda estou colando os caquinhos do meu coração. E dizem que um amor só se cura com o outro. Mas, não consigo me entregar aos cacos. Eu tenho que ser quem eu sempre fui. Eu tenho que ser por inteiro. Pelo simples fato de não me contentar com migalhas. Se eu não gosto, eu não dou aos outros o que não me serve. 
Hoje eu estou aqui. Sem saber como andar. Os meus caquinhos ainda estão no chão. Mesmo com tantas pessoas querendo me ajudar a recolher o que sobrou de mim... Acho que prefiro continuar do jeito que estou... Sozinha, reinventando quem eu realmente sou. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário