terça-feira, 7 de abril de 2015

Quando bate aquela saudade

Bateu saudade. Quando eu abri meu whatsapp e vi a sua foto do perfil. Tinha tanto tempo que eu não via. Acho que você tinha me bloqueado. Mas, bloqueou por que?
Tive vontade de te chamar. De te contar que algumas coisas não mudaram muito desde que você disse adeus. Eu ainda continuo sonhando com você. Com o jeito que só você tem de arrancar sorrisos com a sua voz. Te contar que eu nunca mais escrevi naquele caderno. Talvez porque eu não tenho mais a inspiração necessária pra isso. Falta você.
Tive uma vontade enorme de te dizer que eu tenho vivido cada dia como se fosse o último. Que eu to criando juízo, mas que isso tá sendo muito chato. Queria te contar que eu ainda não acharia ruim se você aparecesse no meu caminho e me dissesse que isso tudo era só um teste.
Eu não vou mentir, eu fraquejei muitas vezes. Tive vontade de desistir. De desistir de mim, dos meus sonhos, dos meus planos que fiz sozinha e daqueles planos que fiz pra uma vida contigo. Mas, foi a tua lembrança que me fez ficar forte.  Que me fez querer lutar pra te ter aqui.
Eu sei, você vai falar que eu to louca. Que muito tempo se passou e as coisas mudaram. Pode ser verdade isso, pode ser que eu só esteja alimentando isso tudo pra não enlouquecer. Talvez seja só fraqueza, e que amanhã tudo volte a ser como era antes de existir você e as folhas coloridas. Mas hoje eu senti saudade.
"Acham que enlouqueci, perguntam de você pra mim..."

Um comentário: